MEI precisa de contador?

Apesar das simplificações das obrigações legais e da dispensa da escrituração fiscal e contábil, ter um contador pode ajudar muito sua vida de Microempreendedor Individual

há 3 meses

Uma das grandes vantagens do Microempreendedor Individual (MEI), em relação à outras categorias, é a simplificação das obrigações legais, impostas pelo governo. Mas o MEI precisa de contador? De acordo com a constituição, não, visto que é dispensado da escrituração fiscal e contábil.

Mas mesmo que não seja obrigado a ter um contador, há casos em que os profissionais podem ser de grande auxílio. Seja para otimizar tempo ou fazer com que seu empreendimento evolua, a colaboração de especialistas no mercado é sempre bem-vinda.

Como eles trabalham com diferentes clientes, é muito provável que já tenham vivido situações semelhantes com as encontradas na sua empresa. Da mesma forma, ao aliar o Know How com o conhecimento interno, eles tendem a contribuir com ideias que facilitam investimentos, apostas em novos nichos e respaldo para as tomadas de decisão.

Além disso, na hora de optar ou não por um contador, é necessário pensar em quanto tempo você tem para se dedicar a burocracia do seu negócio. Para que você consiga trabalhar tranquilamente é fundamental contar com uma boa organização contábil. Isso diz respeito a fatores como um bom entendimento das leis, que regulam o setor, e experiência para lidar com diferentes práticas do dia a dia, e mesmo sendo MEI você sempre terá que lidar com estas questões.

Normalmente, o empreendedor individual tem uma rotina atarefada, pois precisa lidar com clientes, fornecedores e empresas. Dessa forma, terceirizar a contabilidade é a maneira mais econômica e eficaz, visto que assim você fica livre para focar em seu trabalho.

Na hora de planejar seu negócio, é necessário também levar em conta que a legislação tributária brasileira muda constantemente. Isso exige dos profissionais uma preocupação mais aprofundada, evitando que erros sejam cometidos e que sua empresa sofra penalizações ou transtornos com órgãos do governo.

E para encerrar, embora o MEI seja uma categoria importante para dar os primeiros passos, é preciso almejar o progresso do seu empreendimento, não é mesmo? E quando seu negócio crescer, será preciso procurar por serviços contábeis.

Antecipando essa necessidade futura, contar com profissionais qualificados na área contábil, desde a abertura do negócio, pode representar também um investimento em termos de planejamento. Isso porque terceirizando o setor contábil de sua empresa você obtém uma equipe especializada tanto na resolução de problemas contábeis quanto na estruturação do empreendimento em função de sua atividade.

Algo que será determinante para reduzir gastos com impostos quando sua empresa já não estiver mais enquadrada como MEI. Assim, contando com um serviço contábil logo na abertura da empresa você garante menor dificuldade e maior foco no seu crescimento a longo prazo.